.

.

terça-feira, 5 de julho de 2016

2016 07 05 – AJAX e JAX

Começo esse livro de irrelevâncias falando de Ajax, o herói grego. Como todo herói grego, dele pouco se sabe – exceto que era grego e Homero o registrou, assim como a seus companheiros de viagem e guerra Ulisses, Aquiles, Agamenon et caterva.

Ajax não pensava que
sua tragédia continuaria
Lembrei de Ajax por cause de Jax – na verdade certo senhor Jackson Rodrigues da Silva, que adotou esse apelido. Mr. Jax me apresentou a algo que até 48 horas atrás ignorava que existia, o Rap Motivacional.

Alguns versos que decorei me levaram a achar tal coisa no Youtube.

Jax e Ajax têm mais em comum do que pensam. O funkeiro (acho que ele é isso) desfia algo como “São 8 da manhã, minha hora de treinar/ Shake preparado, pré treino de guerreiro/Minha farda, a regata, colada no peito” “Caminho pela rua, mas não estou sozinho/A benção do senhor, ilumina meu caminho/Todo dia essa rotina, todo dia nessa guerra”. A música se chama “Guerra Diária” e o nome é adequado. |De fato tudo o que o Sr. Jax canta tem a ver com dor, esforço solitário - o que ele chama de superação.

Mr. Jax provavelmente não sabe mas ele tem algo de grego. Talvez muito. Seus vídeos sobre rapazes de subúrbio querendo estourar de tanto músculo me lembram os anti-heróis da Ilíada – sabiam que iam morrer, mas tinham de fazê-lo. Era seu destino, algo assim. Ele não é do cristianismo – em seus raps não existe redenção, só dever e luta, e sacrifício e mais nada.

Nunca imaginei que uma academia de ginástica pudesse originar uma tragédia grega.

Nenhum comentário:

Postar um comentário