.

.

domingo, 10 de janeiro de 2016

2015 01 11 - O Detetive Balsemão contra a máquina da Corrupção

Estava eu, o velho Detetive, a ruminar minhas recordações do meu antigo camarada Álvares Cabral, o Pedro, quando uma ligação interrompeu a placidez do meu DKW-Vemaguet modelo 1963. Ansioso como quem recebe uma ligação de amor da Angelina Jolie (que por sinal continuo esperando) reconheci a voz fanhenta e carrascosa de minha secretária Cacilda Regielena.

Cacilda faz lenços 
de crochê enquanto
 espera o seu príncipe.
 Na foto, o lenço 
número 797.342

Ah, Cacilda Regielena, boa menina prendada do campo, sempre em busca do verdadeiro amor – já teve trinta e nove namorados. Todos os dias a me dar telefonemas informando desabamentos da casa, perda de entes queridos, ameaças de morte e de ouvir 25 horas seguidas de forró eletrônico, diagnósticos de doenças incuráveis, incêndios na vizinhança, sem falar nas notícias ruins.

- Seu Balsa (assim me chama ela, talvez reprimindo uma paixão oculta) descobriram a máquina da corrupção aí perto do senhor.

Tomando nota do indigitado endereço, desloquei-me (em alguns trechos empurrando o velho e fiel DKW) para a insuspeita locação. Peguei-os em flagrante. Como homem atualizado que sou, usei a expressão:

O Veterano Detetive a tentar entender
 a complexa máquina da Corrupção
- Apanhei-te, cavaquinhos! Então sois vós os miseráveis sarangas, sacripantas, papalvos e aldrabões que infelicitam o país com vossa funesta máquina! Recebei agora a punição por vós merecida!

- Oh, meu caro senhor – disse um deles. E me revelou que a corrupção, ao contrário do que espirra a patuleia, é responsável por empregos, avanço tecnológico, criação de novos compostos patenteados de moléculas de aminoácidos e pelo desenvolvimento de meios eficazes para convencer um violinista clássico a se tornar fã de Luan Santana.


Estonteado pelo raciocínio tão adredemente desenvolvido, decidi voltar ao escritório para estudar a situação junto com minha fiel secretária. Estamos meditando seriamente sobre a possibilidade de entrar com embargos de declaração, para ver se entendemos alguma coisa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário