.

.

sábado, 26 de julho de 2014

049 - Página-Dupla Garota

O [tolo] grupo pop-rock J. Geils Band [dizem – embora com pouca ou nenhuma fonte] baseou-se para fazer sua [não menos tola] canção Centerfold em uma fotografia.

Pertencia ao primo do líder do conjunto e na verdade [afirma quem a viu] não tinha nada de especial – exceto a imagem de uma jovem [cabelos rentes típicos dos anos 1960], um chapéu cor laranja, uma inevitável tarde ensolarada a entrar pela janela e uma atmosfera geral de laziness que dava à [sem dúvida atraente] garota o ar de uma Vênus com um [não desprezível] toque de indiferença.

Tal [decididamente] não ocorre no clip oficial da música [não o menos visitado no Youtube] que apresenta [com uma previsibilidade só comparável ao seu sentido do banal] garotas louras [embora algumas morenas] de levíssimos negligées. Na parte mais  lamentada da melodia, o cantor fala em levar sua antiga namoradinha [agora Garota da Página-Dupla] a um Motel – [tolamente] confundindo a falta de medida [presente na sensualidade e em muitas outras atividades humanas] com o sentido reprodutivo da espécie.

A   garota da foto [e sua quase (austera) falta de pudor e roupas] não compareceu como encarte no LP [de 1981] – apesar de rumores a respeito. Menos que por moralismo [do qual de resto dificilmente se pode acusar as bandas de rock] por certa [quase compreensível] hesitação diante da falta de vergonha – de fato, da falta de qualquer coisa que não a presença do corpo em si.

Nenhum comentário:

Postar um comentário