.

.

domingo, 10 de novembro de 2013

Microensaios de noite de domingo - Mensagem a alguém

Li/Vi na Internet e divido com vocês



Mensagem a alguém

Não se pode dizer que este assunto interesse a todos. Afinal nem todos possuem contas no Google. Pensando bem, interessa a todos. E não precisa ser algo pesadão. Talvez seja a tecnologia ajudando as pessoas a fazerem o que [quase] todos dizem que se deve mas [quase] todos não fazemos, por deixar para depois, por vergonha, por algo.

Bem, todos nós partiremos ao encontro de alguém, talvez um simpático velhinho de barbas brancas, sei lá. O supermonstro Google, preocupado tanto com seus clientes como com a quantidade de material ocupando espaço em seus servidores e cujos donos não as apagarão, resolveu criar o Gerenciador de Contas Inativas.
 
Funciona simples: alguém não quer que seus dados [as mensagens do Gmail, os poemas no Blogue] se percam depois que for ver o tal velhinho. Então essa pessoa escolhe um prazo [eu escolhi seis meses]. Depois desse prazo, se a conta não for acessada pelo dono, outra pessoa [que você informa] recebe por e-mail os dados técnicos para recuperar tudo.

O que parecia uma providência burocrática se transformou quando o programa abriu uma janela para escrever uma mensagem pessoal para aquele alguém. Presumivelmente uma pessoa amada [e muito amada]. Aí valeu tudo: todos os lugares comuns da emoção abriram comportas. O que você escreveria?

Nada de melancolia: estou escrevendo e você está lendo, atividades presumivelmente incompatíveis com a tal visita ao tal velhinho. Mas serve a lição: O que você diria e para quem diria?

Boa Semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário