.

.

domingo, 22 de setembro de 2013

Microensaios de noite de domingo - A Inútil Internet

Li/Vi na Internet e divido com vocês

The Useless Web

A Inútil Internet

Um sapo tenta hipnotizar o espectador; gatos pulam no solo; uma enguia dá um tapa em um homem; bolinhas se se dividem quando se passa o mouse por cima delas - não são poucos os que dizem ser a Internet inútil, e esses tiveram o [não pouco significativo] reforço da The Useless Web.

Seu visual clean semelhante ao Google pode até dar a impressão de que se trata de alguma coisa útil. The Useless Web não mente – consiste em um mecanismo de entrada para um grupo de portais juntando imagens e sons e movimentos desgraciosos, às vezes feios, muitas vezes surpreendentes, e sempre e sempre – absolutamente - inúteis. Além dos exemplos do começo desta crônica, o internauta pode perder alguns preciosos segundos de seu tempo de vida a contemplar a palavra HeeeeeeY!, ou ver um avestruz gargalhando, ou um desenho de árvore crescer. Tudo ao alcance do clique.

Por anos as possibilidades da Rede têm encantado escritores, poetas, pintores, escultores. No entanto as tentativas de uma arte digital têm resultado quase sempre em curiosidadezinhas de se ver em apenas um segundo ou pouco mais – e depois passar adiante. Nada da reverência com a qual se encaram as artes já estabelecidas. Conseguirão os artistas digitais um dia fazer a sua Mona Lisa, Vênus de Milo ou Dom Casmurro cibernéticos? Esse é o sonho.

O pesadelo é que a Arte Digital produza apenas inutilidades bobinhas de uma futura Internet Inútil – uma grande - e useless – Rede de Irrelevâncias.

Boa Semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário