.

.

domingo, 29 de setembro de 2013

Microensaios de noite de domingo - A Culpa é de Rodolfo Valentino

Li/Vi na Internet e divido com vocês



A Culpa é de Rodolfo Valentino

Ninguém pode dizer que uma sequência de dois minutos em um filme mudou o mundo e portanto não o digo. Mas chegou perto. Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse não vale muito como enredo - é um dramalhão no celuloide com pouco a ver com a seu congênere bíblico. A trama do filme de 1921 conta a história de um proprietário de terras argentino e seu neto sedutor.

O neto sedutor convida uma jovem para dançar. A câmera em zoom, o rapaz beija a garota inclinando-se sobre ela. Cena abala-corações. Femininos, por supuesto.

Rodolpho Alfonzo Raffaello Guglielmi Pierre Filibert da Valentina D'Antonguolla, o Rodolfo Valentino, é o culpado. Antes dele, um homem não precisava ser um sedutor. Apenas um bom fornecedor - de dinheiro e pão para a patroa e as crianças, e de material genético para que as crianças existissem. Era o que se esperava de um homem. Isso explica os namoros de duas semanas antes do casamento com cavalheiros da esbelteza de Sancho Pança e a simpatia de políticos latifundiários. Para que mais?

Rodolfo mudou tudo. Os namorados e noivos e até maridos, depois dele, tiveram de aprender a seduzir. O que teve implicações desagradáveis: redução da periferia do estômago, aprendizagem de como falar de forma arrepiante, e até aperfeiçoamento na arte de dançar. Problemas ou soluções que até hoje persistem.

A Internet o mostra nos seus filmes – o culpado Rodolfo Valentino.


Boa Semana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário